CURIOSIDADES DA TRADUÇÃO – EMOÇÃO?! NÃO. APENAS A ESCOLHA ERRADA DE UM SÍMBOLO NACIONAL.

Novembro 4, 2020
Paula Ribeiro

Expandir o nosso negócio internacionalmente pode ser empolgante, mas para que essa expansão seja bem sucedida, é necessário atrair o consumidor internacional e não enviar a mensagem errada, que não só pode desencorajar o consumidor a comprar o seu produto ou serviço como pode originar grandes prejuízos para a sua empresa.

Muitas empresas aprenderam da forma mais difícil que uma campanha publicitária ou de marketing deve ser cuidadosamente criada para uma audiência estrangeira. A utilização de símbolos nacionais, por exemplo, é de suma importância para uma marca global já que pode afetar uma campanha de marketing antes mesmo de esta começar.

Foi isso exatamente que aconteceu quando o fabricante alemão BMW usou o hino nacional dos Emirados Árabes Unidos numa campanha de marketing de um novo modelo da marca, sem nunca pensar nos prejuízos que daí poderiam resultar. O anúncio exibia os jogadores do Al Ain Football Club a cantar o hino e a correr na direção de vários automóveis da BMW quando ouviam o som dos motores. Embora o objetivo da marca  fosse tentar despertar emoções intensas, o resultado final evocava raiva em vez de paixão. A nível nacional, a campanha foi consideradas incrivelmente ofensiva já que sugeria que os automóveis eram mais importantes para os jogadores do que o seu hino nacional. A empresa explicou que não era sua intenção ofender o país e, embora tivesse substituído o anúncio rapidamente por uma nova versão, as vendas da marca ressentiram-se muito desse comercial.

Paula Ribeiro